Interfood
Portal | Webmail
Catalogo Digital

segunda-feira, 14 de março de 2011

Empório Metropolitano em noite especial

No dia 15 de fevereiro, o Empório Metropolitano realizou uma deliciosa degustação e harmonização de vinhos para mais de 30 convidados.
O evento foi realizado em parceria com a Interfood Importação LTDA, que forneceu o sommelier Max Cohn e a ficha técnica do produto.

Fonte: Revista Arq Design

sexta-feira, 11 de março de 2011

Trago de séculos

Trata-se de um destilado de tradição. A Nardini é a mais antiga grapa ainda em produção na Itália, feita no Veneto desde 1779. A empresa fabrica 200 mil garrafas por ano e tem 80% de seu mercado na Itália. Mas vem expandido para novos países. A Interfood trouxe para o Brasil 160 caixas das quatro versões da bebida. A mais fina é a Riserva 15 anos, que custa R$ 349, e a mais pop, a Tagliatella, que sai R$ 116. Todas são bidestiladas e têm graduação alcóolica de 50 graus.

Fonte: Valor

Caesar Park recebe Beija Flor de Nilópolis e Cachaça Leblon

As caipirinhas da premium Cachaça Leblon embalam as badaladas feijoadas da Beija-Flor de Nilópolis

Presente nos eventos mais badalados do Rio de Janeiro, a Premium Cachaça Leblon mostra que também sabe cair no samba e oferece uma surpresa mais que especial para os foliões cariocas – e para os amantes de uma boa comida brasileira.

A bebida estará presente, com um de seus famosos bares de caipirinhas e coquetéis, nas mais importantes feijoadas do G.R.E.S Beija Flor de Nilópolis, dos dias 26 de fevereiro – o cobiçado banquete pré-carnaval – e 5 de março – a feijoada que encerra a temporada com uma grande festa –, ao som de sua eletrizante bateria e com a presença de seus personagens mais ilustres.

Os presentes ainda curtem shows de passistas e porta-bandeiras, além de contarem com camisetas “abadas” e o sofisticado ambiente do Caesar Park, em Ipanema.

Fonte: Blog Copastur

Aprendendo a degustar o vinho

Vejas as dicas com um especialista em degustação de vinhoFonte: Pajuçara Manhã

quarta-feira, 9 de março de 2011

Top 100 - Revista ADEGA

A revista ADEGA, uma das mais prestigiadas publicações de vinhos no Brasil, divulgou, em sua edição de fevereiro, a lista dos 100 melhores vinhos degustados nos últimos meses. Na seleção, encontram-se várias marcas distribuídas pela Interfood. Confira a seguir alguns dos rótulos que mais se destacaram nesta avaliação e o comentário dos especialistas.
AVELEDA FOLLIES ALVARINHO 2009
Nota: 88

Quinta da Aveleda, Minho, Portugal (Interfood R$58,00). Além do carro-chefe, Casal Garcia, a Quinta da Aveleda produz vários outros vinhos, entre eles, esse branco da linha Follies, elaborado exclusivamente a partir de uvas Alvarinho, sem passagem por madeira. Apresenta cor amarelo-citrino de reflexos esverdeados e aromas frutados, florais e minerais mais intensos, típicos da casta. Em boca, lembra frutas tropicais, é equilibrado, macio e tem boa acidez. Por ter bom volume de boca sem perder a eleçância e o frescor, pode ser servido tanto como aperitivo quanto na companhia de pescados ou frutos do mar. Álcool 12,5%.
CORDONIU CAVA PINOT NOIR
Nota: 87

Cordoniu, Penedès, Espanha. Um Espumante com força para apreciadores de borbulhas e corpo.Sua cor é um rosa mais acentuado.
Perlage média e abundante. Aromas muito interessantes de frutas vermelhas, com toques especiados, nuances de baunilha e defumados. Na boca, é potente e vigorosa, com a fruta presente e um caráter mais para um espumante. Delicioso para acompanhar um churrasco à beira da piscina. Uma Cava pronta para ser apreciada. Consumo 2010/2011.
PROVA RÉGIA ARINTO BUCELAS 2008
Nota: 87
"Bela confirmação de capacidade de Portugal de fazer bons brancos. É uma escolha original e diferente"
TRAPICHE MALBEC SINGLE VINEYARD FAUSTO ORELLANA DE ESCOBAR 2007
Nota: 94
"O estilo é espetacular. Sobra potência, mas a elegância e o equilíbrio estão também presentes"
PLANETA PASSITO DI NOTO 2006
Nota: 90
"Este exemplar é a expressão máxima de um grande Passito"

sexta-feira, 4 de março de 2011

Grapparinha, a caipirinha de Grappa para o Verão!

Já provou a Grapparinha? Provei a caipirinha de grappa e me encantei. Delicada, saborosa, crispy, crocante na boca! Em Miami é chamada de “Caipinardi”, uma fusão de caipirinha com Grappa Nardini…
A Grappa, aguardente italiana, que no passado era  agressiva, rústica e servia para aquecer os soldados, passou por um tratamento de qualidade com ênfase na fruta e se tornou uma bebida mais suave, equilibrada e saborosa para embalar reuniões com os amigos e refrescar o verão.
A proposta de grappa para coquetéis e pratos é da Grappa Nardini que chega ao mercado brasileiro pela Interfood com uma proposta arrojada e bem antenada para os tempos e necessidades de hoje.
E não é só com a grapparinha que a Nardini desembarca no Brasil. Experimente a Tagliatella Liquori on the rocks com água tônica, fantástica!
A Grappa Nardini, fundada em 1779 no Vêneto, é uma tradicional destilaria da grapa italiana, mas com uma proposta saborosa para coquetéis.
A Grappa vem do bagaço de uvas e a da Nardini provém 80% do bagaço de uvas das castas Cabernet Sauvignon e Merlot e 20% de Pinot Bianco e Tocai Friulano da região de Bassano del Grappa no Vêneto e o mosto é submetido a proceso de dupla destilação e filtragem a frio.
A Grappa Bianca tem 50% de grau alcoólico, uma deliciosa fragrância e é uma bebida seca. Faz uma caipirinha refrescante, leve e muito saborosa. As vodcas que se cuidem… R$ 125 na Interfood e lojas especializadas.
Grappa Riserva após o processo de dupla destilação e filtragem a frio passa 5 anos em barricas de carvalho esloveno. Tem uma cativante cor palha, aroma delicado e é elegante. R$ 137.
Grappa Riserva 15 anni passa por 15 anos em barrica. Seu aroma é delicado com notas de tabaco pela longa passagem em barril. Harmoniza com chocolate amargo e charutos. R$ 349
Tagliatella Liquori é uma grappa sensual com adição de suco de cereja e aromas naturais, intensos, frutados, florais, equilibrados com finesse de pura sensualidade entre a doçura e o amargor. R$116.

Fonte: Invinoveritas

Cachaça brasileira embala o início da Semana da Moda de Miami

A Miami International Fashion Week, que inspira sua moda na latinidade americana e recebe pessoas de todos os cantos do planeta, terá um kickoff no mínimo animado, regado a drinks e caipirinhas da Premium Cachaça Leblon.
No melhor estilo tupiniquim, o top designer brasileiro Marcelo Quadros recebe, aproximadamente 200 convidados, incluindo VIPs e formadores de opinião, para celebrar o início da Semana de Moda nesta quinta-feira, dia 3 de Março, das 19h às 22h. A festa acontece na (também brasileira) loja de móveis de luxo Ornare, em Miami com apoio da über grife de relógios Hublot e da Cachaça Leblon, que serve a tradicional Caipirinha de Limão e a sua famosa receita de caipirinha de Morango com Manjericão.
Além de caipirinhas, Marcelo Quadros distribuirá aos convidados ingressos para o Miami Fashion Week, contando com a presença de brasileiros ilustres, na cidade para prestigiar a Semana Ayrton Senna, que a Hublot organiza em suas lojas de 3 a 6 de março. A loja da Ornare fica no Distrito de Moda de Miami, na Segunda Avenida (sentido nordeste), número 3930.

Fonte: Buxixo

Cachaça é coisa séria

Responda rápido: o que é melhor, cachaça ou conhaque? Se você respondeu conhaque, errou. Pelo menos na opinião de Gilles Merlet, master distiller da cachaça Leblon.
Em visita a São Paulo, Merlet explicou o processo de produção da cachaça Leblon e comentou o que faz do produto uma bebida de qualidade, tão boa quanto outras mais conceituadas. "Aplicando as ferramentas adequadas, o rigor e a atenção necessários à produção, chegamos a um destilado de qualidade que encontra seu lugar no mercado internacional, junto com o whisky, o conhaque e a tequila", declara Gilles.
O cuidado com a produção da cachaça deve começar logo na primeira etapa, a moagem da cana-de-açúcar. Esse processo deve ser delicado, já que, quando a cana é prensada em excesso na tentativa de obter a maior quantidade possível de caldo, substâncias do caule e da raíz, como a clorofila, contaminam o produto e prejudicam seu aroma e sabor: "Devemos esquecer a rentabilidade e fabricar a cachaça do ponto de vista da qualidade, não exagerando na prensagem para não contaminar o produto", explica Merlet.
Fermentada por dois dias e destilada uma vez em pequenos alambiques de cobre, a cachaça Leblon é em seguida envelhecida por três ou quatro meses em barricas de carvalho francês, madeira menos aromática do que a brasileira, que não interfere no aroma da bebida.
Para Gilles Merlet, a imagem negativa que a cachaça tem no Brasil se deve à baixa qualidade da maioria dos produtos disponíveis no mercado. "Visitei algumas fábricas e não vi muita diferença entre a produção da cachaça industrial e a produção de álcool combustível", ataca.
Membro da quarta geração de uma família de produtores de conhaque, Gilles Merlet se uniu à Leblon aplicando à produção da cachaça as mesmas técnicas e atenção aos detalhes utilizados na produção de conhaques: "Os processos de produção do conhaque e da cachaça são muto parecidos, a única grande diferença é a matéria-prima. E se quisermos conseguir um produto de qualidade, devemos, antes de tudo, utilizar matéria-prima de qualidade", afirma.

EXPANSÃO

Eleita a Top Cachaça do Mundo no concurso de destilados de São Francisco, a Cachaça Leblon expande no ano de 2011 suas atividades no Brasil.
"Fechamos uma parceria com a [distribuidora] Interfoods que vai facilitar os processos de distribuição e permitir a ampliação das nossas atividades", conta Luciana Rezende Gomes de Nóbrega, Embaixadora da Leblon em São Paulo.
Luciana conta também que a Leblon estará presente nos principais camarotes do Carnaval: "Fomos convidados para participar do camarote Brahma, do Carnaval paulista, e estaremos também no Oceania, de Salvador, e no Vila Isabel e Brasil-França, do Rio de Janeiro".
Entre os próximos passos da parceria da Cachaça Leblon com Gilles Merlet estão o lançamento de uma cachaça envelhecida, que deve chegar ao mercado entre setembro e outubro deste ano, e a possível criação de um licor com base de cachaça.

Fonte: Basilico

Sommelier sugere 6 vinhos para 6 pratos do Basilico

POLENTA AI FUNGHI PLANETA CHARDONNAY
Deliciosa receita italiana,
de Silvia Percussi
Chardonnay com boa maciez, frescor, bom corpo, e sensação de fruta madura.
+
BRUSCHETTA TRADICIONAL LA SECRETA BIANCO
Com tomates frescos,
receita de Sergio Arno
Vinho branco, vinificado e estagiado em inox,mantendo frescor e os aspectos frutados.
+
TAGLIATELLINI ÀS ALCACHOFRAS PLANETA ALASTRO
Massa mediterrânea,
do restaurante Provenza
Notas de pêssego branco, melão e baunilha. Suave, bem-estruturado e com muita vivacidade.
+
FONDANT DE OSSOBUCO PLANETA SANTA CECÍLIA
Receita de Roland Villard
(foto: Alexander Landau)
Uva emblemática da Sicilia, apresenta aspectos frutados, bom corpo e frescor.
+
SALTIMBOCA ALLA ROMANA PLANETA COMETA
Prato italiano clássico,
 receita de Alex Caputo
Intenso e aromático, 10% do vinho fermenta em barris de carvalho francês, acentuando seu corpo e textura.
+
PANNA COTA BRASILIANA PLANETA PASSITO DI NOTO
Tradicional sobremesa italiana com calda de cupuaçu Antigo, mas revivido por meio de moderno sistema. Explosivo, com aromas de frutas exóticas, jasmim e frutas cristalizadas cítricas. Complexo e fácil de beber.
+

Saiba mais sobre a Vinícola Planeta
Para conhecer e comprar os vinhos da Vinícola Planeta

TODO VINO: www.todovino.com.br
Fonte: Basilico
Interfood Importação Ltda. | Rua Borges de Figueiredo, 1.133 | Mooca | 03110-001 | São Paulo | Brasil | Tel: (11) 2602-7255 | Fax: (11) 2607-5131